A lenda do boicote a Petrobras

Cansado de ler essa mesma ladainha várias vezes pelos quatro cantos da internet resolvi procurar no pai Google algo sobre o assunto. Após meio segundo de pesquisa acabei encontrando a explicação que vem a seguir. Para aqueles que ainda não entenderam, o texto abaixo refere-se a um suposto boicote a Petrobras por conta dos preços abusivos atualmente praticados pelas distribuidoras/postos de combustível.

A mensagem sugere duas coisas:

  • 1. fazer um boicote aos postos Petrobrás e
  • 2. promover um spam de 300 milhões de mensagens.

Pode-se até obter algum sucesso na promoção de spams, mas o boicote sugerido não leva a nada.

Em primeiro lugar, é importante saber qual a origem da gasolina e do óleo diesel fabricados no Brasil.

Ao contrário do que muita gente pensa, nem a Shell, nem a Texaco, nem a Esso nem qualquer outra das grandes multinacionais do petróleo possui refinaria no Brasil. Portanto, nenhuma delas produz gasolina nem óleo diesel vendidos nos postos que levam a sua marca.

E quem produz o óleo diesel e a gasolina?
Nas páginas da ANP – Agência Nacional do Petróleo encontram-se os números da produção nacional de derivados de petróleo por refinaria. Das 13 refinarias instaladas no Brasil, 11 pertencem à Petrobrás e apenas duas, Manguinhos e Ipiranga, são particulares.

Em 2001, as refinarias da Petrobrás foram responsáveis por 98,4 % dos combustíveis produzidos no Brasil e o restante – 1,6 % – coube às duas refinarias particulares. As importações de gasolina e de óleo diesel são esporádicas e pouco afetam o mercado.

Quem deixar de abastecer nos postos de bandeira Petrobrás vai prejudicar apenas os seus donos, que nada têm a ver com os preços praticados no país. O objeto da ira do autor da mensagem, a Petrobrás, não vai perceber nada.

Se o dono do carro deixa de comprar 10 litros de gasolina num posto Petrobrás e vai comprá-los no posto da concorrente, o dinheiro, de uma forma ou de outra chega ao mesmo destino: os cofres da Petrobrás, a não ser nos raros casos de importação do combustível por empresas privadas.

Dois dos principais componentes dos preços dos derivados de petróleo são o dólar e a cotação do barril do petróleo bruto no mercado internacional.

Conclusão: mandar a mensagem adiante é perder tempo, não funciona, pois a Petrobrás produz a quase totalidade do óleo diesel e da gasolina consumidos no Brasil.

A outra proposta da mensagem é fazer com que 300 milhões de mensagens sejam enviadas aos internautas brasileiros. Isso é uma atitude no mínimo irresponsável e pouco inteligente.

  • Primeiro, porque não existem 300 milhões de internautas no Brasil. Nem mesmo as três américas juntas alcançam esse número de usuários. Na melhor das hipóteses, seriam 15 ou 16 milhões de internautas brasileiros (em outubro de 2002).
  • Em segundo lugar, encher a caixa postal de milhões de brasileiros de spam produz apenas a sobrecarga da rede com lixo, coisa que só serve para atanazar o juízo do usuário.

O Brasil conta com você. Faça a sua parte: não mande a mensagem para ninguém. Ao receber uma mensagem como essa, mande-a pro lixo que é o lugar dela.
Veja o que diz um dos nossos leitores sobre essa proposta de boicote.
Em novembro de 2002, surgiu uma versão propondo que se realize o boicote à multinacional Shell.
Esse boicote, surgido no Brasil em 2002, parece ter sido inspirado num boicote semelhante proposto nos Estados Unidos nesse mesmo ano: veja Gas Out.
Versão de março de 2008 tem os valores atualizados, mas é a mesma história requentada. Em lugar de enviar 300 milhões de spams, o autor da cópia sugere, “apenas”, 30 milhões de spams.

OBS: Post copiado e colado retirado de outro site da internetTodos os direitos estão reservados ao autor original do texto acima.

OBS 2: Clique aqui para ver um outro post que trata do mesmo assunto.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s